domingo, 16 de setembro de 2012



PETIT GATEAU 



Nossa chegada na France...

Acho que muita gente que já correu o circuito mundial e teve a oportunidade de passa pela perna Europeia, sabe que por aqui, tudo pode acontecer.
São inúmeras historias. Felizes, tristes, engraçadas, roubadas, conquistas...etc e tal...
Eu mesmo já passei por varias e entendo bem que quando as coisas começam mal, podem terminar bem ou continuar mal e não há muita coisa que você possa fazer pra mudar isso. 

O melhor conselho que posso dar pra você viajante é: relaxe! Respira fundo e tenha muita calma nessa hora.
Vou contar pra vocês a ultima.



Estávamos saindo da Inglaterra com direção a Lacanau-France. Então a viagem começou na praia de Newquay, onde tivemos que alugar um carro pra chegarmos até o aeroporto que nos levaria a Bordeaux. Um voo simples, de 1 hora. Mas ai, de Newquay ao aeroporto são 4 hrs de viagem e nosso voo saia as 12:50. Só conseguimos um carro alugado no dia do voo e podendo retirar as 8:00 hrs. Nosso tempo estava mais que corrido e a possibilidade de algo dar errado era grande.

Pegamos o carro, colocamos as bagagens em tempo recorde dentro dele e partimos na missão de não perder aquele voo.
Como eu, já havia dito antes, quando as cosias começam mal ou de uma forma estranha...relaxe. 
De alguma forma entramos na estrada errada e nosso mapa não nos ajudava em nada. vai por aqui, volta por ali, sobe acolá... perdemos o voo...

Ai eu, pensei logo no começo disso tudo que mesmo com o atraso. Teriamos que chegar o quanto antes no aeroporto pra remarcar o voo ou até mesmo com sorte pegar o próximo. Yes! Existia sim, o próximo voo. Só que era para um cidade próxima de Bordeaux chamada, La Rochelle. 
Eu sabia também que podíamos pegar um trem de lá e partir para Bordeaux, onde um amigo estaria nos esperando.
Foi tudo muito rápido. Remarcamos o voo, embarcamos e chegamos em 1hr em La Rochelle!



Bem, a cidade é pequena, Estava lotada e não havia mais trem aquele horário pra Bordeaux. Como era sábado também ficamos sem a opção de alugar um carro e dirigir algumas horas. Hotéis todos lotados, não tinhamos nenhum contato na cidade... Welcome! Dormimos em frente a estação de trem. Isso porque as 23:00hrs eles fecham tudo e ninguém pode ficar abrigado. Todos tem que fazer o favor de se retirar. 

Tira prancha daqui, tira prancha dali. fizemos nossa cama do lado do bicicletário e voilá. Bem vindos a France boys.

Seria trágico se não fosse cômico. Viajar com os amigos e ainda por cima os engraçados e despreocupados ajuda muito nessas horas. Faz com que as piores coisas se tornem simples e de alguma forma engraçada. Acordamos no dia seguinte, pegamos o trem até Bordeaux e como não havia amigo algum pra nos resgatar por lá. Pegamos mais 1 hora de bus até Lacanau. 



Ai sim, uma hora a vida melhora né. Então, conseguimos nossa casa, alugamos nossa bike e podemos relaxar um pouco e focar no evento.



Essa são algumas fotos e imagens pra mostrar um pouco do que aconteceu por lá. 
Espero que gostem e tire daqui alguma lição para sua próxima trip.




Nos encontramos na próxima semana com nossa semana OFF em Hossegor.


Boas ondas a todos!

terça-feira, 4 de setembro de 2012



Ao velho continente



Passaram-se cinco anos deis da minha ultima visita as águas geladas da Inglaterra. Minha ausência se deu pela água fria talvez ou o fato de eu, nunca ter ido longe naquele evento. Talvez porque as ondas nunca foram tão atrativas aos meus olhos. Esse ano eu, queria voltar a Fristal beach- New Quay!  Apesar de ser frio, caro e completamente diferente do Brasil. Eu, e muitos brasileiros que correm o tour, sentimos uma vibe muito boa logo na chegada a este lugar. Talvez seja pelo clima de praia, sol, muitas pessoas na rua e talvez também porque, toda perna europeia é um prato cheio para fazermos bons resultados. As condições se parecem muito com as encontradas no Brasil.



O evento correu muito bem, como já era de se esperar as ondas estavam bem pequenas, a água um pouco gelada e tivemos um desempenho positivo. Acabei chegado ao round dos 12 e a maquina Felipe Toledo chegando as semi finais. perdendo claro, pela falta de ondas e ficando como melhor brasileiro da etapa.



Pudemos ver muito coisa curiosa em New Quay. Deis da língua, culinária, musica e a vida local. Tudo bem diferente do Brasil é claro. Nós os observamos e eramos observados constantemente. Seria desconfortável se não fosse instigante, saber que somos admirados pela nossa alegria, musica e a forma como entramos na competição. Sabendo disso, entendemos a importância de estarmos juntos, torcendo e vibrando a cada bateria pelos nossos atletas e curtindo os intervalos de cada bateria. Com um futebol na praia, uma roda regada de boa conversa entre nós mesmos ou tentando se comunicar com o povo local.




Uma semana se passou e chegamos em Lacanau- France...
mas isso, vocês irão ver no próximo video em alguns dias!

Boa semana e boas ondas! 



terça-feira, 24 de julho de 2012

INDO DREAM 


Olá todos!

Essa é a segunda postagem sobre minha visita a Indonésia. 
Eu, devo ter passado no ultimo post um pouco do que aprendi durante esses anos por lá.  Dessa vez, vou falar sobre o que aconteceu nessa ultima viagem. 

Sem duvidas, Indonésia é o sonho de praticamente todo surfista profissinal, amador, iniciante, free-surf e também claro, de centenas de pessoas pelo mundo. 
O que realmente faz daquele lugar tão especial, tão magico?
Começando pela minha area. As ondas são simplesmente, maravilhosas!
Na visão de um turista. Agradável, barato, lindo e aconchegante. Aos que curtem uma noite... sem comentários. 



Mergulho, pesca, cultura, negócios, surf, lazer, festas, aventuras.
Tudo isso e mais um pouco você encontra por lá. 
Talvez eu, nem precise descrever tanto pra que você entenda, o que é realmente a Indonésia. 

Voltando a ultima visita. Cheguei da Austrália e encontrei os amigos e parceiros de equipe. Alan jhones, Messias Felix, Lima jr e o amigo Charlie Brow.
Ficamos proximos a praia de Padang-Padang nas mediações de Uluwatu. Marinheiros de primeira viagem; Alan, Charlie e lima jr. 

Viajar para um lugar mágico como esse e ter que apresenta-ló as amigos, não tem preço. Você ouvi o dia inteiro. ''caramba, tá classico''! 
Nem tava realmente clássico...
Caramba André, agora eu entendo quando a galera fala... '' tá igual a Indonésia .''  Igualzinnn né Lima...rs



Se você planeja fazer uma viagens para um lugar magico como esse. Por favor! Faça com seus melhores amigos. 
Os animados, engraçados, companheiros e principalmente... os aventureiros.
Se seus recursos financeiros, são limitados. Não desperdice sua viagem. Você nunca sabe se poderá voltar um dia para aquele paraíso. 
Não corra o risco de perder seus dias de surf, diversão, cultura e inúmeras oportunidades de conhecer pessoas e aprender algo novo. 

Seguindo esse pensamento, resolvi parti para uma ilha proxima de Bali e explorar um pouco mais. 
Adivinha. Foi uma das melhores ondas que já surfei na vida!
Meus amigos fariam um material em Bali e eu, em Sumbawa para conseguimos fazer dois picos diferentes. 
Ainda na Austrália, já tinha planejado conhecer outra ilha. Iria visitar outro lugar, nem que fosse a nado!
Peguei algumas informações. Fui até o aeroporto, comprei meu voo e parti. 




Eu ainda posso sentir o cheiro das algas, coral, maresia. Lembro da voz dos amigos e do som do sorriso do povo local. A sensação dos inúmeros tubos que surfei ao lado de amigos que eu, havia acabado de conhecer. Brasileiros, australianos, europeus, entre outros. 

No final dessa viagem eu, orei... chorei de alegria e agradeci a Ds pela oportunidade de conhecer um lugar como aquele.
As meus amigos, família, patrocinadores e ao povo local.  Muito obrigado!



No video abaixo você entenderá melhor, as minhas palavras.


O sonho, só é vivido por aqueles que acreditam que é possível!

Boas ondas e boa trip.

segunda-feira, 2 de julho de 2012


INDO DREAM


Indonésia, 

o que eu, poderei dizer de um dos lugares mais fascinantes que já visitei no planeta? 
Algo sobre a cultura, pessoas ou religião?

Certamente você quer saber sobre as inúmeras ondas que existem por lá. Mas Indonésia tem algo a mais, a ser explorado e falado.

É um sonho poder chegar lá, e ver ao vivo. Tudo o que conhecemos somente em videos e ouvindo de amigos as historias. Como escutei uma vez que um local de Bali,  alguns anos atrás saiu de lá em direção a Lombok remando em sua prancha para surfar, Desert Point e por pouco não sumiu no mar. Por conta da forte corrente que lá existe. 

Entre tantas outras historias dramáticas, engraçadas, trágicas e também de amor. Eu certamente poderia escrever um livro para vocês. 



 Infelizmente não existe um voo que não seja cansativo ou com um custo um tanto alto. O mais tranquilo seria pela Africa Do Sul pela south african airways. Saindo um voo direto de São Paulo com escala em johannesburg, onde você teria que esperar cinco horas para o proximo voo, e então um voo direto para Denpasar  ou com mais uma escala em Singapore. Você terá que ser muito cuidadoso quando fizer sua passagem pela internet ou com alguma agencia de viagens. Você teria uma segunda opção, mais longa e certamente mais cara. Um voo pela airchile que sai tanto do Rio como de São Paulo para Santiago, New Zeland, Sydney e então um voo direto para Denpasar. Essa segunda opção seria pra quem tem algum compromisso ou desejar conhecer um pouco da Austrália que como mostrei na ultima postagem, é também um pais para os amantes de diversos esportes. Especialmente os aquáticos.

Dicas importantes: Algumas vezes você terá que pagar se tiver chegando com mais de três pranchas em Bali. Assim como no Brasil, alguns policiais ganham um extra, dessa maneira. Então ou chegue lá somente com três pranchas ou fique preparado para pagar, o valor por eles exigido. Se tiver planejando fazer longos passeios e explorar bem a ilha. Alugue um carro. Não é tão carro e certamente muito mais seguro que as milhares de motos que você encontrará para alugar. Caso planeje ficar somente por Uluwatu, Keramas, seminyak fique com a moto mesmo. Mas não se arrisque muito. Isso poderia acabar totalmente com seus dias de surf e sua trip também.

As pessoas são muito amigáveis em Bali, mas como em qualquer lugar pobre no planeta. Tudo gira em torno de conseguir um qualquer de alguma forma. Fique atento com sua bagagem na chegada. Caso você não consiga carrega-lás, terá sempre um amigo de sorriso facil para ajuda-lós. Assim funciona com quase todos os amigos de sorriso facil. Sendo também que já conheci amigos que sao amigos, só por serem amigos. Outra coisa importante que você jamais deve esquecer é que ali, não é sua casa, sua terra, seu povo. Que somos turistas e devemos respeita-lós de varias formas. No mar, na religião, na cultura, na lingua. Entre varios outros pontos importantes.



 Durante esses anos que visito a Indonésia pude perceber que talvez pela cultura deles, por eles acreditarem muito em karma. Isso acaba se tornando real também, na vida dos visitantes. Procure está bem com você mesmo e pense em coisas boas quando estiver por lá. Aquele é sem duvida um dos lugares mais bonitos que visitei e  um dos que mais, me fizeram pensar a respeito. Certamente você sentirá uma vib muito positiva ao chegar na ilha, mas por diversos motivos você poderá deixar que essa energia boa passe. Seja gentil na água com as outras pessoas. Uma das coisas que você encontrará em ambudância na Indonésia, são ondas. Seja gentil com as pessoas na rua. Sua viagem poderá se transformar pelas inúmeras amizades que você irá fazer. Pessoas de toda parte do mundo visita a indonésia todo ano. Aproveite sua viagem não só para surfar boas ondas mas, também para conhecer novas culturas.




Bali é um lugar maravilhoso! Com uma vib muito boa e onde você encontrará tudo o que estiver procurando, na sua viagem. Para nós, lá estão sem duvidas as melhores ondas do planeta. Por esse motivo explore de todas as formas, aquele paraiso. Acredite! Em Bali, você encontrará ondas realmente de sonho mas, pegando um voo, uma carro ou mesmo uma moto você poderá descobrir picos alucinantes com a metade do crowd e com um potencial que fará você agradecer eternamente a D's, a vida e as pessoas que fizeram o seu sonho, se tornar realidade.

Essa é minha pequena experiência com a INDO DREAM...

Espero que vocês curtam as fotos, dicas e o video que fiz com muita vib pra vocês.


Um sonho só se torna realidade, por aqueles que acreditam que é possivél !

Boas ondas e boa trip!


segunda-feira, 18 de junho de 2012


Na terra dos cangurus

 Dando continuidade a sequência de vídeos que estão por vim. Gostaria de falar um pouco sobre a segunda parte da trip na Austrália. Mais precisamente cidade de Margaret River no west Austrália. Palco de uma das mais tradicionais etapas do world qualifying series. A etapa é de nivél 6* prime e não seria só pela simpatia das pessoas locais, a tranquilidade do lugar mas, principalmente pelas ótimas ondas, que resolvi fazer esse video e falar um pouco sobre minha ultima passagem por lá.




 A viagem foi muito proveitosa. Como já havia saido da competição em New Castle, resolvi parti um pouco antes pra Margaret na expectativa de um grande swell que estava pra chegar. E é claro, não me arrependi pela decisão de ir buscar a onda perfeita e curti um pouco da passagem que cercam Margaret. Margaret pode ser medida como a cidade do Rio De Janeiro na extensão de suas praias, mas seus fundos de corais e o aspecto seco e deserto. Lembra algumas cidades no Nordeste do Brasil. Principalmente na comparação das cores misturadas no mar de Fernando de Noronha e como não pude deixar de ver, a beleza feminina é algo muito perceptível tabém. Misturando tudo isso, você pode fazer uma ideia que Margaret, é realmente um lugar especial. Seria um pouco de tudo que temos de mais belo no Brasil em uma pequena cidade.



 Nessa ultima visita tive realmente, a oportunidade de surfar ondas incríveis! E mesmo passando somente uma semana por lá, fiz boas imagens dentro e fora d'água. Fazendo valer muita a pena, a minha visita. Para você que pretende visitar Margaret, fique preparado para curti suas ferias. Por lá, você encontrará boas praias, um ótimo vinho local, alguns bares na rua principal. Que costumam ser muito bem frequentado nos fins de semana. Para você que não surfa, há uma excelente pista de skate e logo ao lado dela um ginásio com uma academia muito bem equipada para os dias flats.




  Para os passeios de carro, tenha muito cuidado com os cangurus que costumam passear pelas estradas de Margaret. Tudo isso porque, a cidade fica distante da zona urbana. Perth fica a 5 horas de carro de Margaret fazendo com que os bichanos sintam-se muito á vontade para circular livremente. O mais importante é que você tenha cuidado das 5:00 da manhã as 9:00 e a parti das 17:00 e se segui durante toda a noite. 

Outra coisa que será muito importante você lembrar, principalmente para o seu bolso. São as regras para conduzir um veiculo por lá. Há sempre alguma patrulha pelas ruas e eles são muito gentis, até mesmo na entrega da sua multa. Que pode chegar facilmente a mil dolláres por diferentes motivos. Cinto de segurança, excesso de velocidade, de pessoas no veiculo, e por ai vai.


Há dezenas de ondas na região e swell chega naquela costa com muita constância. Esteja preparado para big waves e longos dias de surf. Mas procure chegar tranquilo no pico, com poucos amigos. Nossa felicidade por conhecer um lugar tão especial é entendido algumas vezes como invasão de território e eles são bem protetores com suas terras. Mas não se preocupe, nada que a simpatia e alegria do povo brasileiro não tire de letra.

Espero que vocês gostem do video.  https://vimeo.com/44237610

Muito paz, vib e boas ondas para todos. 

Até a próxima.

terça-feira, 15 de maio de 2012


DAY-OFF




Durante os primeiros meses desse ano. Fizemos eu, Messias Felix, Alan Jhones, Lima Jr, integrantes da equipe PENA e também o conterrâneo Charlie Brown. Uma das melhores surf trip das nossas vidas. A ideia começou ainda no Brasil, quando participavamos da primeira etapa da perna brasileira do circuito mundial WQS, em Fernando De Noronha. Onde de lá, seguiriamos para a Austrália, terra dos cangurus e das melhores ondas do planeta.





 Começamos a trip chegando no bairro de Manly que fica há alguns minutos ao norte de Sydney. A cidade é voltada ao turismo e ao amantes do surf. facilmente em um passeo pelas ruas você encontrará varias lojas de surf, pubs tocando classicos do surf music e muita gente com suas pranchas, enviadas em suas roupas de borracha. voltando ou indo fazer um surf antes ou depois do expediente de trabalho. Isso mesmo! Os Australianos tem o costume, ou melhor dizendo. A cultura de sempre antes do trabalho, fazer uma session na praia mais proxima. Eu não preciso dizer que eles são fanáticos por esportes, e sinceramente muito bons em platicamente todos eles, principalmente os aquáticos. 









Voltando a Manly, nossa primeira visita a esse lugar, foi basicamente pra participar da etapa 6* que rolou logo depois de Fernando De Noronha. O meu resultado não foi tão expressivo, mas fizemos boas imagens e pegamos algumas boas marolas por lá. Terminando essa etapa tivemos duas semanas de intervalo até a nossa proxíma etapa em New Castle, e é aqui, que começa nossa aventura.

video



 Separei algumas fotos e imagens para que você tenha ideia do que rolou durante, o tempo que ficamos na Australia e nossa parada final em Bali- Indonésia.





Espero que gostem.
boa semana e boas ondas. ;)


sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Surf, Snowboard e chocolate quente.


Depois da minha ultima surf trip no Marrocos. Segui em direção a Europa, para as festas comemorativas de fim de ano. Mas precisamente em Biarritz- França. Como já era de se esperar. Estava bem frio por lá, e só conseguimos um dia bom de ondas. Mas o legal da chegada do fim do ano, é que sempre tem muita coisa bacana acontecendo. Familia, amigos muita comida, e na frança no final de ano se, o mar não está pra ondas, as montanhas estão para o snowboard. 



É melhor vocês não esperarem muito de mim, nessa atividade esportiva. Eu, simplesmente sou um desastre. Tão desastre, que acabei me chocando com uma garotinha de 5 anos. Que estava anos luz a minha frente, naquelas duas tiras de madeira ou fibra, chamada ski. Tudo bem, foi só a minha primeira temporada na neve. 
Mas, se assim como eu, você não é lá essas coisa nesse esporte. França é um ótimo lugar para passeios, gastronomia e compras. principalmente para meninas. Muitos perfumes, cremes, roupas de todos os estilos e marcas.




 Se você for algum dia durante o inverno e se sentir triste pelo frio e poucas pessoas na rua. Fique sabendo que o verão na França e toda Europa, é muito festivo e ensolarado. E alugar uma casa com amigos por lá, é algo que você certamente não irá se arrepender. 


Coloquei algumas fotos de surf do meu primeiro inverno por lá, para que você tenha uma ideia de como é frio e trabalhoso surfar com toda aquela borracha colada no corpo.









 Para que você se anime, em fazer alguma surf trip com seus amigos. Editei um pequeno video com algumas imagens pelo mundo. 


Espero que curtam...



 


Meu roteiro segui em direção a California. Em breve passo pra vocês, o que aconteceu por lá. 

Boa trip e boas ondas...  

Follow by Email

Seguidores